(11) 99924-3501
O que é necessário para internação involuntária?

O que é necessário para internação involuntária?


A dependência química é um problema enfrentado por muitas pessoas e em alguns casos, a internação involuntária é a única maneira de ajudar essas pessoas.

Trata-se de um processo para internar a pessoa que está passando por um problema com dependência química, em uma clínica de recuperação sem o seu consentimento.

A internação involuntária depende da autorização de um parente do paciente, desde que o parentesco seja de primeiro grau.

É uma decisão difícil e delicada, e deve ser realizada no momento certo.

Quando há necessidade de internação involuntária?

Existem alguns comportamentos que revelam a necessidade de internação, mesmo sendo ela involuntária:

  • Falta de comprometimento: todas as pessoas têm uma rotina e obrigações diárias. Porém, com o uso de drogas, o dependente acaba não cumprindo os compromissos e demonstra a perda de interesse em atividades que antes eram de preocupação e interesse.
  • Uso intenso de drogas: o vicio geralmente não surge a partir da primeira vez que a droga é utilizada, mas a tendência é que a pessoa comece a usar e aumente cada vez mais as dosagens da substância
  • Perda de convívio social: geralmente o dependente químico começa a se isolar, muitas vezes para evitar julgamentos de outras pessoas que estão a sua volta. A pessoa viciada deixa de ter momentos com a família, amigos e foge de qualquer tipo de reunião social. Isso ocorre porque o uso de drogas provoca paranoias e depressão.
  • Isolamento profundo: o dependente tende a se isolar e passar a maior parte do tempo sozinho. Pode ser um comportamento desencadeado pela depressão, ou apenas uma alternativa para se manter longe de questionamentos feitos pelas pessoas próximas. Na internação, o dependente químico é reinserido na sociedade para desenvolver seu bem-estar mental.
  • Comportamento agressivo: seja pelo preconceito social ou pelas paranoias, o dependente pode se tornar agressivo, o que pode ser um risco tanto para o individuo quanto para as pessoas em sua volta. Diante dessa situação, a internação se torna cada vez mais necessária
  • Furto de objetos: se for observado que os objetos de dentro de casa estão sumindo, essa é uma das atitudes que surgem pelo uso de drogas. Geralmente o dependente pega as coisas de casa para vender e comprar drogas. Esse é um nível de vicio que é considerado extremo e que merece atenção.

Etapas para conseguir a internação involuntária

Esse tipo de internação envolve normas especificas, e deve ser providenciada quando os familiares acreditarem que é a única medida capaz de tirar o individuo do vicio. Muitos consideram como uma medida abusiva, desumana, mas em muitos casos é uma alternativa eficaz que pode salvar e prolongar a vida do dependente químico.

O que deve ser feito:

  • Pedido de intervenção: pode ser feito direto na instituição escolhida
  • Emissão do laudo: deve ser emitido por um médico psiquiatra ou especialista em dependência química, que esteja devidamente registrado no CRM da região em que o paciente está.

Encaminhamento: o laudo deve ser encaminhado ao Ministério Publico pela própria instituição que realizará a internação.

Blog

Comunidades Terapêuticas o que são:
07/02/2022

Comunidades Terapêuticas o que são:

As comunidades terapêuticas prestam serviços a pessoas com transtorno de uso abusivo de substâncias psicoativas ou dependência de drogas e álcool

Aceitamos Convênios Médicos

convênios