(11) 99924-3501
Tratamento para dependência química feminina

Tratamento para dependência química feminina


O stress relacionado ao trabalho, estudos e família vem levando ao adoecimento de mulheres, que acabam buscando no álcool ou em drogas (sejam elas lícitas ou ilícitas) uma forma de sair um pouco da realidade.

Quando a mulher passa a estabelecer uma relação alterada com as drogas, que acabam resultando em alterações fisiológicas, psicológicas e até apresentar um comportamento diferente, que acaba comprometendo o convívio com a família e amigos, é um sinal de alerta de que ela precisa de um tratamento especializado.

Tratamento com ou sem internação?

É necessário fazer uma avaliação, para analisar a gravidade da dependência química da mulher. A partir dessa avaliação é determinado se o tratamento será feito com ou sem internação em uma clínica para recuperação de dependentes químicos.

O tratamento feito em clínica conta com uma equipe multidisciplinar, que, após uma avaliação detalhada do paciente, vai designar um cronograma específico para o caso.

É feito uma avaliação psiquiátrica, com apoio de enfermagem, médicos e psicólogos para que o tratamento dê resultado.

A dependência química é tratada por meio da Terapia Cognitiva Comportamental (TCC), que analisa o histórico da doença da mulher ao longo do tempo, e determina quais serão as técnicas utilizadas para o tratamento.

A dependente aprenderá, ao longo da terapia, técnicas e exercícios, uma maneira de utilizar o processo terapêutico para se livrar do vicio.

Para quem o tratamento é indicado

O tratamento em uma clínica de recuperação é indicado para mulheres com comprometimento cognitivo gerado pelo uso de substâncias químicas, como álcool, maconha, crack, cocaína, remédios controlados e eventuais doenças diretamente relacionadas, como depressão, ansiedade e outras patologias.

É importante que a clínica conte com tratamento ambulatorial em regime internação em um ambiente cercado pela natureza, seguro e propicio para o reestabelecimento da saúde mental, para motivar que a paciente trate seu vicio e também a sua saúde emocional.

Diferenças no tratamento da dependência química para mulheres

Além das diferenças entre o organismo feminino e masculino, há também diferenças culturais que influenciarão no tratamento e no quadro de dependência.

As mulheres são mais sensíveis que os homens, principalmente com relação ao plano emocional, o que levará a necessidade de um tratamento com terapia forte, para que ela entenda a necessidade daquilo e ajude a se recuperar.

Estudos mostram que em pacientes do gênero feminino, o sucesso do tratamento é mais rápido de ser alcançado.

Tipos de internação

O tratamento em uma clínica de recuperação tem como objetivo reintegrar a mulher à sociedade e ao ambiente familiar. Há três tipos de internação:

  • Internação voluntária: ocorre quando a própria mulher reconhece que precisa de ajuda profissional para superar a dependência e se interna por livre e espontânea vontade
  • Internação involuntária: a mulher deve ser internada de forma involuntária caso não reconheça que precisa de ajuda, e aí é necessário que a família intervenha em favor da dependente.
  • Internação intensiva: deve-se buscar uma transformação completa do paciente, para que ela receba a devida atenção e não corra riscos de uma recaída.

Blog

Comunidades Terapêuticas o que são:
07/02/2022

Comunidades Terapêuticas o que são:

As comunidades terapêuticas prestam serviços a pessoas com transtorno de uso abusivo de substâncias psicoativas ou dependência de drogas e álcool

Aceitamos Convênios Médicos

convênios