(11) 99924-3501
Tratamento contra o crack

Tratamento contra o crack


O crack é uma das drogas mais consumidas no mundo, muito por seu preço ser pequeno e ser de fácil acesso.

O tratamento para um usuário de crack deve ser feito de forma individualizada, algumas pessoas precisam de uma abordagem mais psicológica, outros mais terapêutica e outros social.

O que leva uma pessoa a usar crack?

Além da facilidade no acesso e o preço, as pessoas procuram o crack pela sensação de prazer e euforia que é dada pelo crack.

A fissura ocorre desde o primeiro uso, por isso é muito perigoso quando alguém experimenta apenas por curiosidade.

Há pessoas que procuram aliviar dores físicas, sentimentos, e transtornos mentais. Por isso, pessoas que já usam outras drogas podem migrar para o crack em busca de um efeito mais forte, para fugir dos problemas emocionais, familiares ou até profissionais.

Saber qual é o motivo é importante para iniciar o tratamento de forma adequada, com a terapia certa. É importante também que, ao procurar um tratamento, a pessoa esteja ciente que precisa de ajuda para se livrar do vicio.

Procurar ajuda especializada vai garantir uma vida nova para o dependente.

Se perceber mudanças de comportamento como perda de apetite, insônia, irritabilidade, isolamento, é provável que essa pessoa esteja envolvida com drogas e precisa o quanto antes de ajuda.

Sintomas do uso de crack

Segundo a Organização Mundial da Saúde, a partir de três usos de crack a pessoa já fica fisicamente e psicologicamente dependente.

Os sintomas do crack são:

  • Euforia
  • Tremores
  • Excitação
  • Prazer
  • Ritmo cardíaco acelerado
  • Dilatação de pupilas

 

À medida que o corpo vai se acostumando com os efeitos gerados pela droga, vai desenvolvendo uma tolerância, fazendo com que o organismo necessite cada vez mais de uma dosagem maior.

No período sem consumo se desenvolve a abstinência, que pode causar sintomas negativos, gerando fissuras.

Isso acontece com qualquer droga, mas com o crack, a tolerância e a abstinência são de uma escala bem maior, pois o cérebro e o corpo recebem uma dose grande de neurotransmissores ligados ao prazer e ao bem-estar.

Por isso, o corpo sente abstinência logo após o uso, o que faz com que a dependência do crack aconteça com maior facilidade.

O uso do crack causa insônia, e no caso de uma overdose, pode gerar tremores fortes, convulsões, alucinações, delírios e prejudicar o discernimento do cérebro. Quando a pessoa passa por esses sintomas se torna mais violenta, o que causa também hipertermia.

Como ajudar um usuário de crack

A internação em uma clínica de recuperação é a melhor saída nesses casos, e se a pessoa aceitar que tem esse problema, fica mais fácil.

A dependência química não tem cura, mas com o tratamento certo é possível se recuperar e viver uma vida normal novamente.

Primeiro é preciso observar o comportamento do individuo, ouvir suas queixas e se aproximar sem julgar suas escolhas.  Mostre que está disponível para ouvir e para ajudar.

Após isso, incentive-o a procurar um tratamento especializado em uma clínica de recuperação, que vai ajudá-lo com psicoterapia, tratamento médico e grupos de autoajuda.

Blog

Comunidades Terapêuticas o que são:
07/02/2022

Comunidades Terapêuticas o que são:

As comunidades terapêuticas prestam serviços a pessoas com transtorno de uso abusivo de substâncias psicoativas ou dependência de drogas e álcool

Aceitamos Convênios Médicos

convênios